Redes Sociais

Colunas

Rumo ao título!

Publicado

em

Melhor time do returno, com vaga no G-6 e foco exclusivo no Campeonato Brasileiro, o Botafogo não esconde de ninguém que a meta para os últimos meses do ano é carimbar a passagem para a Libertadores de 2018. Mas a confiança é tanta que o presidente Carlos Eduardo Pereira comentou durante a semana que “o céu é o limite”, citando a queda de rendimento do líder Corinthians.

Com a Copa do Brasil nas mãos do Cruzeiro, ele já se garantiu na Libertadores do ano que vem, e o Brasileirão passa a ter um G-7 como zona de classificação para a Pré-Libertadores, uma vez que o time mineiro está entre os seis primeiros – voltará a ser G-6 se a Raposa perder posição. Porém, o G-4 é que segue dando vaga direta na fase de grupos da principal competição da América do Sul.

Para saber qual o limite do céu do Botafogo no campeonato, restando 13 rodadas, o GloboEsporte.com consultou os números. O matemático Tristão Garcia, do site “Infobola” e especialista em probabilidades no futebol, fez os cálculos e apresentou as chances alvinegras tanto para G-4, G-7, contra Z-4 e até de título. Impossível? Praticamente. Mas aquele 1%…

TÍTULO

São 14 pontos de distância para o Corinthians. Dá para sonhar? O momento dos dois clubes deixa um fio de esperança vivo: o líder atravessa uma má fase e vem perdendo pontos, enquanto o Botafogo é o melhor time do returno com cinco vitórias em seis jogos.

 Mas para Tristão Garcia, o Alvinegro tem apenas 1% de chances de ser campeão. Embora reconheça que a média da equipe no returno seja fantástica, mesmo conseguindo o improvável desafio de mantê-la até o final, dificilmente irá ultrapassar o rival paulista.

– Essa média é excelente, isso é um espetáculo. Com ela estamos falando em G-3, G-2… Mas isso é difícil de manter. O Corinthinas está dando um alento, embora não ache que perca de jeito nenhum esse título – opinou o matemático.

Pelos seus cálculos, um time garante o título sem depender de outros resultados com 76 pontos. Com mais 39 em disputa, o Botafogo só conseguiria alcançar o número se vencer 12 das 13 partidas restantes.

CHANCES DE TÍTULO

     Corinthians     84%

     Palmeiras          6%

     Grêmio              4%

     Santos                3%

     Cruzeiro            1%

     Botafogo          1%

     Flamengo         1%

G-4

Se para título é algo muito difícil, para a vaga na Libertadores já passa a ser algo bem mais palpável para o Alvinegro, embora ainda seja menor que 50%. Segundo o matemático, o time de Jair Ventura tem 43% de chances de beliscar uma vaga direta na fase de grupos. O que é a meta do elenco, da torcida e da diretoria para o fim do ano.

O número mágico que garante o G-4 sem depender de outros resultados é de 64 pontos. Ou seja, o Botafogo precisaria de 24 em 39 disputados, uma média de quase dois pontos por jogo. Mas tendo em conta que terá três jogos seguidos no Rio de Janeiro agora (contra Vitória e Chapecoense no Nilton Santos e Vasco em São Januário), se ganhá-los ficará bem na fita.

– Não tem ninguém garantido no G-4, salvo o Corinthians praticamente. Então são três vagas em aberto. Para não depender de ninguém, o Botafogo precisa de uma média de excelência, de campeão, que é de dois pontos por jogo.

– Mas se vencer as próximas três, chegará a 49 pontos e poderá ganhar uma e perder outra até o final que terminará com 64 pontos –observou.

CHANCES DE G4

     Corinthians     99%

     Palmeiras         76%

     Santos               70%

     Grêmio             69%

     Botafogo         43%

     Flamengo         27%

PRÉ-LIBERTADORES

Já quando o assunto é a zona de classificação para a Pré-Libertadores, que pode variar de G-6 a G-9 se dois times brasileiros conquistarem a Libertadores e a Sul-Americana e juntos com o Cruzeiro terminarem entre os seis primeiros do Brasileiro, o Botafogo vai muito bem, obrigado.

A matemática aponta para 59 pontos o necessário para garantir a classificação à fase prévia da Libertadores sem depender de outros resultados. Com isso, o Alvinegro só precisaria conquistar mais 19 pontos, ou seja, praticamente metade do que resta a disputar. Nesse caso, as chances de classificação do time sobem para 77%.

CHANCES DE PRÉ-LIBERTADORES

     Corinthians     99%

     Palmeiras         95%

     Santos               93%

     Grêmio             92%

     Botafogo         77%

     Flamengo         64%

E por último, mas não menos importante, os riscos de rebaixamento. Diferente dos últimos anos, o Botafogo versão 2017 briga lá em cima, e não contra a degola. Porém, ainda não alcançou a pontuação necessária que a matemática garante o alívio sem depender dos outros: 47 pontos.

Este ano a pontuação de corte está um pouquinho mais alta, mesmo assim o Alvinegro está perto de atingi-la com mais sete pontos. Segundo Tristão Garcia, não é algo para se preocupar. Os cálculos do matemático apontam 0,1% de risco de rebaixamento.

Fonte: globoesporte.globo.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: