Redes Sociais

Notícias

Surpresa no vestiário e conversa com Lazaroni: a repercussão dos áudios vazados no Botafogo

Publicado

em

Declarações de Montenegro repercutem mal entre os jogadores e tendência é que ele tenha dificuldades para recuperar a confiança do grupo. Ex-presidente deve se pronunciar nesta sexta

O Botafogo poderia ganhar alguns dias de paz após a vitória por 3 a 1 sobre o Goiás, mas a calmaria durou pouco. Precisamente algumas horas, até os áudios vazados do ex-presidente Carlos Augusto Montenegro chegarem ao conhecimento dos jogadores. As opiniões e duras críticas de uma figura importante no clube – por mais que não tenha cargo na diretoria atualmente – repercutiram muito mal no vestiário alvinegro, causando surpresa e decepção.

Para que tudo fique às claras, Botafogo e Montenegro conversaram, e espera-se que o ex-presidente se manifeste oficialmente nesta sexta-feira. Ele também planeja um encontro com o elenco para tentar amenizar a situação.

Bruno Lazaroni também falará. A coletiva anterior ao jogo contra o Palmeiras é dele. Aliás, mesmo que a contratação de Alberto Valentim seja confirmada, a tendência é que Bruno dirija o time em São Paulo. Valentim deve assistir ao jogo no Pacaembu.

Relação do elenco com Lazaroni não ficou estremecida

Antes do jogo contra o Goiás, Montenegro se reuniu com o elenco no hotel. O encontro horas antes agravou o episódio, uma vez que a postura do ex-presidente nas gravações foi totalmente diferente da apresentada ao vivo. Segundo as fontes ouvidas pelo GloboEsporte.com, os áudios pegaram os jogadores desprevenidos e mostraram um lado de Montenegro que o grupo não conhecia.

Citado diretamente por Montenegro como tendo chamado Rodrigo Pimpão de um ”jogador fraquíssimo, que não deveria estar no Botafogo e jogou mal nos últimos 70 jogos”, o técnico interino Bruno Lazaroni conversou com o elenco e negou as declarações. Os atletas acreditaram na versão do interino e a relação não ficou estremecida. Aliás, quem ouviu a conversa entre Lazaroni e Montenegro garante que o ex-presidente exagerou no áudio.

No geral, os jogadores entenderam que no atual momento – com salários atrasados e tentando garantir a permanência na Série A – seria burrice transformar o caso em maior do que ele já foi. Na visão dos atletas, Montenegro, apesar de sua importância extracampo, é alguém de fora, não um personagem do dia a dia. Em outras palavras: o elenco não precisa conviver com ele diariamente. O resultado dos vazamentos deve ser um afastamento natural da pessoa do ex-presidente, mas nada que interfira em campo e no objetivo de ter um fim de ano tranquilo.

Fonte: globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: