Redes Sociais

Notícias

Técnico do Botafogo diz que ameaça de clubes a jogadores por volta do futebol foi “escancarada” no Rio

Publicado

em

Técnico do BotafogoPaulo Autuori é contrário à realização de jogos durante a pandemia do novo coronavírus, assim como é a postura institucional do Alvinegro. Porém, em outros clubes, o desejo foi de retornar o Campeonato Carioca.

Para o treinador, os jogadores deveriam se posicionar de forma firme, porém sofreram ameaças dos outros clubes.

– Sou muito claro sobre isso. Na minha perspectiva, há dois verdadeiros protagonistas, jogadores e torcedores. Essa reciprocidade faz o futebol ser a paixão que é no mundo todo. Infelizmente, no Brasil, os jogadores não entendem o poder que têm, deveriam se posicionar de forma concreta e clara, mas sei também que existem muitas ameaças aos jogadores por parte de dirigentes e clubes. A cada dia, devem entender que podem ter voz consentânea com o protagonismo que têm – explicou Autuori à ESPN Brasil.

– Ameaças são em relação a se não voltar, não vai ter dinheiro para pagar. Aconteceu aqui no Rio de forma escancarada, sem o menor pudor em tomar determinadas atitudes. Em relação a Botafogo e Fluminense, há retaliações claras. Falo isso de forma conceitual, não sobre pessoas. No futebol, você não pode discordar, senão vira inimigo pessoal, o que é um absurdo. O contraditório é, foi e será sempre importante para crescer e dar qualidade ao produto – declarou.

Paulo Autuori lembrou também que a maioria dos jogadores não têm altos salários.

– Sabemos a pirâmide de jogadores, a base é de jogadores que ganham salário mínimo, mas a visão geral é só da ponta, dos que são feras, tops e têm salário confortável. É a realidade, há a pressão para que exponham pensamentos alinhados à determinação do clube – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN Brasil / Foto de Capa: Reprodução


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: