Redes Sociais

Notícias

Tio de Marcinho, Oswaldo de Oliveira gostaria que lateral-direito “ficasse no Botafogo”

Publicado

em

Jogador de 23 anos tem contrato até o fim de 2020 e clube vê renovação como difícil; ex-técnico alvinegro também falou sobre saída de Loco Abreu em 2012

Treinador do Botafogo nas temporadas 2012 e 2013, Oswaldo de Oliveira recordou sua passagem pelo Alvinegro. Um dos assuntos foi a possível saída de seu sobrinho Marcinho do Botafogo. O lateral-direito de 23 anos tem contrato até o fim de 2020, mas o clube encontra dificuldades na renovação.

– Marcinho é craque, não tenho dúvidas. Não à toa, foi convocado. A seleção brasileira se informa e busca, se ele foi lá é porque tem capacidade muito grande de amadurecer e se tornar grande jogador. Contusões atrapalharam muito a sequência da carreira dele. Minha expectativa é que se recupere e não fique esse vulcão, isso se resolva. Não é porque é meu sobrinho, não, é craque. Gostaria que ficasse no Botafogo – disse Oswaldo.

Marcinho ainda não entrou em campo pelo Botafogo em 2020. Nos primeiros dias de pré-temporada, o lateral-direito lesionou o joelho e precisou ser submetido a uma cirurgia, da qual ainda se recupera.

Oswaldo de Oliveira falou também sobre a saída de Loco Abreu do Botafogo em 2012. Titular nos anos anteriores, o centroavante uruguaio perdeu espaço com o técnico e foi negociado com o Figueirense.

– Falei pra ele: “Abreu, você não é mais um jovenzinho, não vai conseguir jogar mais quarta e domingo com a mesma qualidade. Vamos escolher os jogos, fazer a preparação pra você“. Acho que ele não ficou muito satisfeito. Chegou um momento que não quis viajar, depois nos surpreendeu com a irrevogável decisão de sair. Anderson Barros e Mauricio Assumpção conversaram muito com ele, mas não adiantava falar. Uma pena, um jogador com a qualidade dele – explicou Oswaldo.

Fonte: Globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: