Redes Sociais

Notícias

Troca-Troca no Fogão por enquanto só na política do clube: Entra Mufarrej e CEP vai pro chuveiro.

Publicado

em

A torcida do Botafogo, que segue preocupada e na expectativa de contratações para o ano de 2018, dormirá hoje com uma novidade não tão esperada assim: Assumiu o novo presidente do clube, Nelson Mufarrej, que comandará o alvinegro no triênio 2018-2019-2020. Ele ocupará o lugar de Carlos Eduardo Pereira, que continuará no comando político do clube, mas agora como vice-presidente.

Em outras palavras, prepare seu coração e sua bandeira porque mudança de verdade só mesmo com a galera da arquibancada e do sócio-torcedor.

Nelson Mufarrej tem perfil bem diferente do que o de seu antecessor. Discreto, tímido, político e diplomático são alguns dos adjetivos atribuídos por pessoas próximas ao dirigente. Engana-se, no entanto, quem crê em um perfil de pouco comando à frente do Botafogo. Nelson é descrito por aliados como um exímio negociador.

Avesso a holofotes e entrevistas, Mufarrej passou quase que despercebido pelo torcedor durante os três anos em que foi vice-geral de CEP. Mas esteve presente e teve voz ativa nas principais decisões no último triênio. O contato com o público, em geral, começou de certa forma quando seu nome foi definido como candidato pelo “Mais Botafogo”.

Estilo aguerrido dá lugar ao político e negociador: o perfil de Nelson Mufarrej

Nelson Mufarrej comemora após o resultado das eleições de presidente do Botafogo de Futebol e Regatas.

Mufarrej, aliás, não fazia parte do grupo político. A aproximação se deu devido a uma composição para as eleições de 2014. A parceria rapidamente deu certo. Apesar de ter um perfil diferente, a união com Carlos Eduardo Pereira engrenou, e Mufarrej foi o nome natural para suceder o presidente.

A mudança de perfil, no entanto, não modificará a estratégia dos últimos anos. O discurso de Mufarrej é o mesmo: austeridade, pés no chão e contratações dentro da realidade do Botafogo. O blá, blá, blá em forma de discurso a torcida já conhece: o ano de 2018 ainda será complicado para o clube quando o assunto é dinheiro. A nova salvação é a também já conhecida “expectativa que a partir de 2019 os cofres comecem a respirar com o novo contrato com a televisão”. Ou seja, o mesmo lenga-lenga que ouvimos quando Bebeto de Freitas, Maurício Assumpção e Carlos Eduardo Pereira assumiram.

Advogado, 68 anos, formado em Economia, Mufarrej é funcionário aposentado do Tribunal de Contas do Estado. O presidente do Botafogo também é sócio de um escritório especializado em perícia judicial. Ele é casado, não tem filhos, e é muito próximo das sobrinhas.

Neto de libaneses e botafoguenses, esteve desde cedo envolvido na política do clube. Seu pai foi vice-presidente em 1964 (que já corrobora com o que a Rádio Botafogo vem alertando sobre o Botafogo ser um feudo e não haver renovação na política interna do clube). Período em que Nelson se aventurou, sem muito sucesso, como remador do Botafogo. Em 2008, Mufarrej foi presidente do Conselho Fiscal, mas se afastou na segunda gestão de Maurício Assumpção.

Fonte: Globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: