Redes Sociais

Notícias

Túlio Maravilha lembra dois jogos inesquecíveis do Botafogo no Brasileiro de 1995

Publicado

em

Na conquista do título brasileiro do Botafogo em 1995, talvez, a lembrança mais marcante dos torcedores alvinegros sejam as finais contra o Santos. O Glorioso venceu o primeiro duelo com o Peixe, por 2 a 1, no Maracanã e levantou a taça, após empate em 1 a 1, no Pacaembu, com direito a gol do artilheiro Túlio para a festa ser completa.

Outros jogos, no entanto, foram determinantes para a equipe comandada por Paulo Autuori. Em entrevista ao Lance!, o Maravilha apontou duas vitórias fundamentais para que o grupo ganhasse a confiança necessária para acreditar que o sonho do título podia se tornar realidade: os triunfos sobre o Goiás, no Serra Dourada e sobre o Flamengo, no Castelão.

– Foram dois jogos que, na minha opinião, marcaram bastante e me fizeram pensar que seríamos campeões brasileiros. O primeiro foi a partida contra o Flamengo. Os 3 a 1, lá no Castelão. Eles tinham aquele ataque dos sonhos com Romário, Sávio e Edmundo e nós demos um show, um verdadeiro baile. Ganhamos de 3 a 1, mas poderíamos ter feito mais gols. Naquele jogo, a gente carimbou nosso passaporte para a final e sabíamos que iríamos vencer. Outro foi contra o Goiás, no Serra Dourada. Eles também brigavam por uma vaga no mata-mata. O estádio estava lotado, com quase 60 mil pessoas e nós ganhamos de 1 a 0, com um gol meu. Eu tinha prometido esse gol para o massagista Joãozinho que fez aniversário na época. Aquele gol e aquela vitória fora de casa foram fundamentais para falarmos: “agora sim, estamos na briga” – lembrou Túlio.

Lembre como foram as vitórias apontadas por Túlio Maravilha:

Botafogo 3 x 1 Flamengo – 24/09/1995:

O clássico Vovô disputado no Ceará foi mais uma partida em que brilhou a estrela de Túlio Maravilha naquele campeonato. Além de abrir o placar, desperdiçou outras chances, infernizou a defesa rubro-negra e deu um sensacional toque de calcanhar para o terceiro gol marcado por Marcelo Alves. Gonçalves fez o segundo e Edmundo descontou para o Flamengo. Em busca de maior renda, o jogo foi disputado no Castelão, com recorde de público e renda daquele Brasileirão.

Como se estivesse em casa, o Botafogo colocou o Flamengo na roda. Na maior parte do primeiro tempo, o Glorioso dominou a partida até Túlio abrir o placar aos 22 minutos e dar início a festa alvinegra. O artilheiro ainda teve outra chance de marcar o segundo em um contra-ataque, mas quis driblar o goleiro Paulo César duas vezes e foi desarmado por Ronaldão.

O Rubro-Negro conseguiu equilibrar no início do segundo tempo, mas em uma cobrança de escanteio do Botafogo, Gonçalves, bem posicionado ampliou a vantagem. Edmundo diminuiu, aos 42, mas o Fla não teve forças nem tempo para reagir. Nos acréscimos, Túlio deu passe de calcanhar para Marcelo Alves fechar o placar da primeira derrota do técnico Washington Rodrigues, o Apolinho, no comando do rival. O técnico Paulo Autuori se emocionou com aquela atuação da equipe e chegou a se chorar no vestiário.

FICHA TÉCNICA:

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 24/09/1995 (domingo)
Árbitro: Dacildo Mourão
Assistentes: César Sarmento e Manoel Toledo
Cartões amarelos: Agnaldo Liz, Róbson Lopes e Nélio (Flamengo); Wilson Gottardo, Gonçalves, Beto, Donizete e Túlio Maravilha (Botafogo)
Cartão vermelho: Não houve
Público / Renda: 74.114 pagantes / R$ 554.292,00

Gols: Túlio (22′ / 1°T, 0-1), Gonçalves (14′ / 2°T, 0-2), Edmundo (42′ / 2°T, 1-2) e Marcelo Alves (47′ / 2°T, 1-3).

FLAMENGO: Paulo César Borges; Márcio Costa (Uéslei), Ronaldão, Agnaldo Liz e Cláudio (Róbeson Lopes); Nélio, Leonardo Inácio (Rodrigo Mendes), Pingo e Sávio; Romário e Edmundo. Técnico: Washington Rodrigues.

BOTAFOGO: Wagner; Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves e André Silva; Leandro Ávila (Marcelo Alves), Beto (Márcio Theodoro), Jamir e Sérgio Manoel; Donizete (Narcizio) e Túlio Maravilha. Técnico: Paulo Autuori.

Goiás 0 x 1 Botafogo – 18/11/1995:

Uma boa jogada de Iranildo, que acabara de entrar no lugar de Guto, seguida por uma falha da defesa do Goiás e Túlio, mais uma vez, mostrou presença de área. O artilheiro deixou sua marca para decretar a vitória do Botafogo, aos 25 minutos do segundo tempo, diante de um Serra Dourada lotado. Foi o 19° gol dos 23 gols marcados pelo artilheiro naquele campeonato. Iranildo ainda chutou uma bola no travessão.

A partida tinha ares de decisão. Para o Botafogo, estava em jogo a permanência na liderança do Grupo A. Para o Goiás, que começou a partida como vice-líder do Grupo B, uma vitória seria um salto para a primeira colocação. As oportunidades de gol foram raras no primeiro tempo, foram apenas três chutes a gol do Glorioso, com Wilson Goiano, Túlio e Sérgio Manoel.

Na segunda etapa, o Alvinegro voltou com mais disposição. Paulo Autuori ousou ao trocar o lateral Guto pelo atacante Iranildo. Conseguiu o gol e trocou Beto pelo volante Moisés para ajudar a segurar o resultado em uma tarde feliz para os botafoguenses.

FICHA TÉCNICA:

Local: Serra Dourada
Data: 18/11/1995
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas
Assistentes: Antonio Gomes e Cleber Gonçalves
Cartões amarelos: Wilson Goiano, Beto, Edson, Márcio, Romeu, Ildo, Túlio e Wagner
Cartão vermelho: Romeu
Público / Renda: 55.694 pagantes / R$ 538.100,00

Gol: Túlio (25′ / 2°T, 0-1)

GOIÁS: Clemer, Edinam (Zé Teodoro), Márcio, Idlo e Augusto; Romeu, Uidemar (Batistinha), Edson (Paulinho) e Wallace; Magrão e João Paulo. Técnico: Hélio dos Anjos

BOTAFOGO: Wagner, Wilson Goiano, Gottardo, Gonçalves e Guto (Iranildo); Leandro Ávila, Jamir, Beto (Moisés) e Sérgio Manoel; Donizete e Túlio. Técnico: Paulo Autuori

Fonte: Terra / Foto de Capa: Reprodução / TV Globo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: