Redes Sociais

Notícias

Volta do futebol: Guerra de liminares e briga política ainda travam RJ e SP

Publicado

em

Os clubes de São Paulo aguardam o aval dos municípios e ensaiam a volta aos treinos em um movimento uniforme na próxima segunda-feira (15), mesmo que o cenário atual seja de briga política. No Rio de Janeiro, os times não são uníssonos nas conversas — e nem nos atos — e vêem as divergências do futebol apenas como um reflexo da falta de harmonia entre poderes executivo e jurídico em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em meio à ansiedade por ver a bola rolar novamente, disputas políticas e judiciais ainda travam o retorno do futebol nos principais centros do país.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) elaborou um protocolo específico de volta aos treinos, que foi apresentado ao governo do Estado de São Paulo e às prefeituras, com o objetivo de viabilizar um retorno geral a todos os clubes que disputam a série A1 do Paulista. Uma nova reunião acontecerá nesta quarta-feira (10), com representantes dos clubes e da FPF, para começar a acertar os detalhes da volta, que tem data preferida para acontecer na próxima segunda-feira, dia 15.

O governo estadual não pretende interferir, caso haja acordos com as 12 prefeituras pelas quais se espalham os 16 participantes pela retomada dos treinamentos. Na reunião de hoje, a orientação será para que os clubes articulem essa volta diretamente com as autoridades municipais. No caso da capital, o prefeito Bruno Covas deve se reunir amanhã (11) com dirigentes de São Paulo, Corinthians e Palmeiras para amarrar os detalhes.

O protocolo envolve uma testagem tão logo os atletas se apresentem. Negativados, eles ficariam praticamente confinados nos centros de treinamento, sem contato externo com familiares, com o público e com locais públicos. No momento em que as competições retornarem, dois dias antes dos jogos é feita uma nova testagem. Assim, as equipes que permanecem na competição são testadas antes e depois das partidas.

No Rio, após o governo estadual e a Prefeitura da capital flexibilizarem as atividades, os clubes foram surpreendidos por decisão do juiz Bruno Bodart, que concedeu liminar contra os decretos. A decisão foi derrubada pelo desembargador Claudio de Mello Tavares, que voltou a dar o sinal verde. Em Conselho Arbitral realizado no sábado (6), os cariocas aprovaram o protocolo médico, mas não definiram uma data de retorno, o que deve ocorrer ainda esta semana. As autoridades liberaram jogos sem público a partir da segunda quinzena de junho e com um terço de torcedores a partir de julho.

O Vasco, principal aliado do Flamengo pela volta, também treina. O Cruz-Maltino já faz atividades com bola em São Januário. O Botafogo iniciou testes para detecção da Covid-19, mas ainda não tem data para o retorno. O Fluminense ainda faz atividades virtuais e vai voltar a discutir hoje (10) a situação.

O que ocorre no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais

A atual proposta de volta do Gauchão prevê retomada dos jogos em 19 de julho e conclusão em 9 de agosto, com portões fechados e limite de profissionais nos estádios. O plano é colocar os 12 times em regime de concentração a partir de 17 de julho. Os classificados para o mata-mata devem continuar em distanciamento até a decisão. O debate maior é em relação à ideia de jogar somente em Porto Alegre, Caxias do Sul e Bento Gonçalves — com exclusão de outras cinco cidades da rota das partidas.

Em Minas Gerais, a situação está longe de um desfecho. Os principais clubes — América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro — já foram liberados para a volta aos treinos. Todavia, não há data definida para a volta às competições. A Federação Mineira de Futebol (FMF) entende que é impossível um retorno dos jogos antes de 15 de julho. Contudo, ainda pleiteia uma reunião com a secretaria de saúde do governo do estado para ter uma posição das autoridades sobre o tema.

Veja abaixo tudo sobre a volta do futebol no Brasil e no Mundo:

Quando o futebol brasileiro volta?

Os estaduais e os torneios nacionais organizados pela CBF estão suspensos desde o dia 15 de março. Ainda não há uma previsão sobre quando os campeonatos serão reiniciados.

Quando o Campeonato Paulista volta?

O governador de São Paulo, João Doria, disse no dia 5 de junho que não há prazo para o retorno dos esportes em São Paulo. O Campeonato Paulista foi suspenso quando ainda restavam duas rodadas para o fim da primeira fase.

Quando o Campeonato Carioca volta?

O Campeonato Carioca ainda não tem data de retorno prevista. No entanto, decreto do governador Wilson Witzel liberou as atividades esportivas no Rio de Janeiro, contanto que não haja público. É o primeiro passo para a volta do estadual.

Quando volta o futebol na Europa?

Entre as principais ligas nacionais da Europa, só o Campeonato Francês não voltará – o nacional foi finalizado e o PSG foi declarado campeão. O Alemão já voltou, o Espanhol volta no dia 11 de junho, o Inglês volta no dia 17 de junho e o Italiano volta no dia 20 de junho.

A Liga dos Campeões ainda não tem data certa para retornar.

Quando volta o Campeonato Chinês?

O Campeonato Chinês ainda não tem data certa para recomeçar. A imprensa estatal do país informou que pretendia-se reiniciar o torneio no dia 24 de junho. No entanto, ainda não há uma confirmação oficial.

Quando vai começar a Libertadores?

A Libertadores ainda não tem data de reinício. Os dirigentes da Conmebol se reuniram com membros da Bundesliga para coletar informações sobre os protocolos usados no retorno do futebol alemão. A entidade máxima do futebol sul-americano quer que Libertadores e Sul-Americana sejam encerradas dentro de campo, mesmo que tenham que terminar em 2021.

Quando vai começar a Copa do Brasil?

Ainda não há data para o reinício da Copa do Brasil. O torneio foi paralisado no meio da disputa da terceira fase.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Imagem: Fernando Moreno / AGIF


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: