Redes Sociais

Notícias

Yaya Touré ou Obi Mikel no Botafogo? “Na cabeça do maluco aqui, os dois”, diz Rotenberg

Publicado

em

Responsável por trazer o japonês Keisuke HondaRicardo Rotenberg, vice-presidente comercial e de marketing do Botafogo e membro do Comitê Gestor de Futebol, atualizou o panorama das negociações com os volantes africanos Yaya Touré, ex-Manchester City e Obi Mikel, ex-Chelsea. Segundo ele, as tratativas estão paralisadas por causa do impacto provocado pela pandemia do novo coronavírus.

– Hoje não tem negociação, proposta, etc, hoje tem só conversas. Eles disseram que, quando as coisas estiverem próximas do fim, voltamos a conversar. Não é simples, os dois têm proposta de outros lugares também, o que seduz muito eles é o Botafogo, sua torcida e o Rio de Janeiro, o Brasil. Não há garantia, primeiro porque eles pedem muito dinheiro, segundo porque a pandemia desorganizou um pouco e terceiro porque o Botafogo não tem dinheiro – explicou Rotenberg.

Rotenberg foi perguntado se ambos poderiam chegar após a pandemia ou apenas um deles e ele foi direto:

– Os dois, na cabeça do maluco aqui, sim, aconteceria, mas são dois salários, etc… Hoje, está muito pau a pau. Ambos tem aval do Autuori. Se nenhum dos dois quiser, vamos ter que caçar alguém. Tem chance de os dois virem, mas está meio parado, não sabem quando retorna, estão preocupados (com a pandemia), gostariam de ter uma conversa um pouco mais clara no futuro. Tem que esperar o momento certo. Não tenho feito contato com eles de umas semanas para cá.

Yaya disse que viria para assombrar o Brasil

Responsável por conduzir as negociações com os estrangeiros, Rotenberg fez uma análise separada de cada um e revelou o teor da conversa com Yaya Touré, quando o marfinense disse que chegaria para “assombrar” o futebol brasileiro, na tradução do próprio dirigente.

– O Yaya é um jogador que está na seleção da década do mundo. Conversei com o Yaya por vídeo e ele tem uma força, uma confiança inacreditáveis. Ele me disse que, no tempo em que vai jogar futebol, vai assombrar o Brasil. Não usou exatamente essa palavra, mas disse que iria jogar como um atleta top, que é profissional, não brinca em serviço. O problema não é dinheiro. Ele ficou muito impressionado com as mensagens (da torcida) – contou o dirigente, após falar sobre o nigeriano:

– Conversei com o Obi Mikel algumas vezes por vídeo, é um jogador mais de marcação, mais jovem, capitão da seleção nigeriana. É um jogador de muito poucos gols, mas com uma idade boa (33 anos), com uma carreira vitoriosa, com muito mercado ainda, muita vontade de jogar no Brasil. A esposa dele é russa e enlouquecida pelo Brasil, ele conhece bem o Rio também, jogou a Copa do Mundo aqui, mas tem o peso da questão financeira.

Fonte: Redação FogãoNET


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: